- No reino da bicharada

- Últimas novidades

- Regressámos...

- Feliz Natal!!!!!!

- 9 meses

- 8 meses

- Voltámos...

- Parabéns ao Blog!!!!!!

- De regresso

- Temporariamente sem tempo

- 6 meses

- Ontem o Rodrigo descobriu...

- Arquivos

- Fevereiro 2009

- Dezembro 2008

- Novembro 2008

- Outubro 2008

- Setembro 2008

- Agosto 2008

- Julho 2008

- Junho 2008

- Maio 2008

- Abril 2008

- Março 2008

- Fevereiro 2008

- Janeiro 2008

- Dezembro 2007

- Novembro 2007

- Outubro 2007

- Links

- Pesquisar neste blog

 
Terça-feira, 18 de Março de 2008

Parto

Antes de mais quero agradecer a todos os que deixaram comentários e nos felicitaram pela chegada do nosso pequenote.

Agora tenho pouco tempo para estar em frente ao computador mas vou tentar, o máximo que puder, manter o blog actualizado. E também vou dando um saltinho aos outros blogs para saber novidades das outras mamãs. O tempo agora é escasso e o que há é quase todo destinado ao Rodrigo.

O prometido é devido! Assim sendo vou relatar-vos como decorreu o parto do Rodrigo.

Eram quase duas da manhã do dia 6 de Março. Levanto-me, como era habitual, para ir ao WC fazer um xixi. Deito-me novamente e... começo a sentir uma água bem quentinha a escorrer-me pelas pernas e a encharcar-me o pijama. Pensei logo para mim "Rebentaram-me as águas! Calma Lena, tem calma, está na hora!" Tinha de acordar o papá mas nem sabia muito bem como havia de o fazer. Ainda deitada, dei-lhe um toque no braço e disse-lhe "Amor, temos de ir para o hospital, o Rodrigo vai nascer, rebentaram-me as águas. Mas ainda podes dormir mais um bocadito que eu ainda vou tomar um banho e isto ainda está para demorar". O papá nem sabia o que fazer, parecia uma barata tonta. Tínhamos deitado à pouco tempo e estávamos ambos meio atordoados. O papá levantou-se logo e foi vestir-se, comer e verificar se não faltava nada nas malas da maternidade, enquanto eu tomava a minha banhoca muito descansada e estava bastante descontraída, para falar a verdade. Ainda não tinha tido uma única dor e ainda nem sonhava o que me esperava.
Chegámos ao hospital perto das 2h30. Fiz a ficha nas urgências e pedia ao Sr. que me atendia para se despachar porque estava a deixar rasto pelo hospital, tinha as calças todas molhadas e estava a sentir-me super desconfortável. Lá entrei eu nos corredores do  hospital a caminho do Bloco de Partos, a deixar um rasto de água pelo caminho e a andar de perna aberta.
Entrei no Bloco de Partos, fui atendida por uma enfermeira super simpática que me fez mil e uma perguntas e que me examinou e... conclusão...ainda não estava em trabalho de parto. Ia demorar bastante. A enfermeira disse que o Rodrigo só iria nascer perto da hora de almoço. Eu continuava calma. Fui ter com o papá à sala de espera e disse-lhe para ir para casa descansar que ia demorar. Que fosse ter comigo por volta das 10h. E assim foi!
Tive de fazer um clister vestir a bata sexy do hospital e fui para o quarto 2 do Bloco de Partos ( o HNSR tem box's ). Puseram-me a soro e disseram-me para dormir que iria ter um longo dia pela frente. OK. Não dormi nem um segundo. Estava calma, tranquila, mas ao mesmo tempo em pulgas para que o trabalho de parto começasse.
Só a partir das 8h é que comecei a sentir umas contracções já um pouquito dolorosas, mas não eram regulares e ainda só estava com 1cm de dilatação. Tanto tempo e só um 1cm . Aí comecei a mentalizar-me que iria demorar, que se calhar ainda não era naquele dia que o Rodrigo iria nascer. Passado umas 2h, tinha 2cm de dilatação. O bebé estava muito subido e o colo do útero estava pouco permeável. Nada estava a correr a nosso favor. Deram-me occiotina para acelerar as contracções mas não fez efeito quase nenhum. As dores começam a ser cada vez mais fortes, mas eu nunca dei um "ai", tentei sempre manter-me calma e fazer a respiração correcta, apesar de às vezes nem me lembrar como é que devia respirar. Na altura uma pessoa esquece-se de tudo. Estive assim até à hora de almoço e não podiam dar-me a epidural porque a dilatação não era suficiente. Por volta das 13h já tinha 3cm de dilatação e aí foi-me administrada a epidural que me custou horrores. Eu disse à anestesista que ia ter uma contracção, mas ela não ligou nenhuma e espetou-me nessa altura o que fez com que me mexesse e que as coisas daí para a frente não corressem muito bem. Comecei a sentir algum efeito da anestesia e senti-me mais bem disposta e até brincava com o papá, mas passado pouco mais de 1h voltaram as dores que cada vez eram mais dolorosas. As enfermeiras vieram fazer-me o toque e estava com 4cm de dilatação, mas alguma coisa não estava bem, porque era um entrar e sair de enfermeiras. Veio a médica que fez um toque ainda mais horrível em que sangrei imenso e disse que era necessário fazer uma cesariana imediatamente. Caiu-me tudo ao chão! Foi aí que entrei em pânico. Olhei para o monitor do CTG e vi que os batimentos do Rodrigo estavam muito baixos, a 70, e comecei a stressar. Começaram-me a preparar para a cesariana e levaram-me a correr para a sala de operações. O meu coração disparou. Comecei a tremer, a tremer muito, as minhas pernas e braços saltavam, parecia que estava a ter convulsões, deram-me 3 doses de epidural e não faziam efeito. A médica começou a cortar-me e aí não senti nada, mas depois estava a tentar tirar o Rodrigo e comecei a sentir umas dores horríveis que não sei descrever e começo a gritar que estou a sentir tudo e que tenho dores. As minhas pulsações dispararam e tiveram de me dar anestesia geral.
Resumindo: não vi o meu anjinho nascer e sinto-me imensamente triste por não o ter ouvido chorar pela 1ª vez, por não o ter visto, tocado mal ele nasceu. Só o vi quando estava no recobro e aí desatei a chorar descontroladamente e só perguntava se ele estava bem e se era perfeitinho.
Levei 3 pontos e 12 agrafos. Agora tenho uma costura toda sexy :)

Foi assim a história do nascimento do Rodrigo, nada do que tinha idealizado...
omeubichinho às 17:35

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres